TST ABUSA DA NOSSA PACIÊNCIA

Greve contra a privatização é abusiva. Esta foi a decisão da turma de Dissídios Coletivos do Tribunal Superior do Trabalho (TST) na segunda-feira (11/2). A votação mostra que a cúpula do poder judiciário atua cada vez mais como um dos alicerces de dominação de classe por parte do setor patronal....

Benzeno não é medido desde junho de 2018

Desde o mês de junho do ano passado, a medição de benzeno nos ares da Província do Urucu não é realizada pela Petrobras. Os testes são obrigatórios, uma vez que o benzeno é prejudicial à saúde, podendo causar até  mesmo câncer. O risco, porém, vem sendo ignorado pela direção da...

COM AVAL DA direção da PETROBRAS, TERCEIRIZADAS ignoram a lei no urucu

A Província do Urucu se tornou território sem lei: todos os dias, empregados de diversos setores denunciam o descumprimento da legislação trabalhista e desrespeito às regras da Petrobras. O histórico de precarização trabalhista é longo e piora quando se trata de trabalhadores que prestam serviço a empresas terceirizadas. No dia...
ACABOU A MAMATA?

ACABOU A MAMATA?

substantivo feminino informal 1 empresa ou administração pública que dá ensejo de vantagens pecuniárias a políticos e funcionários desonestos 2 ganho desonesto; vantagem pecuniária ilícita obtida em operação ou transação de órgão público por meio de suborno, tráfico de influência etc.; comedeira, ladroeira, negociata 3 negócio suspeito, em que há...
Precarização afeta Terminal de Belém

Precarização afeta Terminal de Belém

Trabalhadores do Terminal da Transpetro em Belém vêm sendo expostos a ambientes degradantes com alto risco para a saúde. A denúncia foi da própria categoria que, a cada dia, vive irregularidades trabalhistas e situações vexatórias. No dia 1/02, por exemplo, um trabalhador desmaiou durante a execução de uma tarefa! O...
a vale mata: é preciso punir os responsáveis

a vale mata: é preciso punir os responsáveis

Desde a última sexta-feira, 25, o país assiste ao horror de mais um rompimento de barragem, desta vez da mina Córrego do Feijão, município de Brumadinho (MG). Os rejeitos da mineração de ferro soterraram trabalhadores e uma vasta área residencial, destruindo casas e plantações. Até o momento, são 99 mortos...